Quando a vida nos dá limões só nos resta fazer uma boa limonada.

{e, de limonada na mão,
deito-me na areia, fecho os olhos
e aproveito o sol}

quinta-feira, 25 de março de 2010

{do logro em que a carneirada anda a cair}

:
Parece que existem carneiros, que acreditam no que andam para aí a vomitar na imprensa. Parece que os carneiros aplaudem a medida do governo para combater este alegado ócio dos desempregados, esses malandros, que preferem ficar em casa, sossegadinhos a receber o subsídio de desemprego, porque trabalhar, cansa.

[estes carneiros e, respectivos, pastores deviam ser afogados]


Aqui, a malandra, que apesar de não ter direito a apoio social, resolveu inscrever-se no Centro de Emprego. Aqui, a malandra conseguiu inscrever-se à quinta tentativa [porque nas quatro tentativas anteriores, o sistema informático não conseguia funcionar mais que uma a duas horas]. Aqui, a malandra ficou toda contente quando a técnica lhe apresentou duas ofertas de emprego. Aqui, a malandra descobriu que estas ofertas já tinham barbas [e, inclusive, teve que ouvir, por duas vezes: É do Centro de Emprego? Mas, nós avisámos para lá... nós já preenchemos essa vaga há imenso tempo!]

Pois... preenchidas há imenso tempo... mas, nos serviços sociais, não estão. E como estas ofertas, muitas outras.

Por isso, não me venham com m*... mais de 58 mil ofertas de trabalho dos centros de emprego ficaram por preencher no ano passado??? Mesmo?

Vá... senhores técnicos e governo (zinho de m*) não acham melhor rever as ofertas que estão MESMO por preencher???

Os malandros que não querem trabalhar porque preferem ficar com o rabo sentado todo o dia, a ver as Tardes da Júlia, alternando com as Tardes da Fátima, agradecem.

5 comentários:

Anónimo disse...

Mandam as pessoas a responder ofertas de trabalho que já estão preenchidas há mais de 1 ano. isto é uma vergonha. Os empregos que oferecem são os que nem os mendigos querem. Depois têm a coragem de falar em desemprego. mas notem bem: esses empregos na maioria dos casos são oferecidos a quem está a receber o subsidio de desemprego. Ou pegas na m* ou ficas na m*. Não tens opção. enquanto isto há milhares de pessoas a receberem rendimentos mínimos para coçarem o rabo o dia todo nos cafés. Rendimentos esses que só deveriam ser dado a pessoas realmente necessitadas e com doenças que provem a sua limitações. Vejo pessoas jovens a receber rendimentos mínimos para passarem o dia a fumar ganzas. isto é Portugal o país dos governantes sem noção.

anónimo desempregado disse...

Dizem que ninguém quer trabalhar... O que há é gente que não quer pagar salários!

Lino D disse...

O governo quer escamotear a realidade, fazendo crer que a maioria dos desempregados não quer trabalhar. Gostava de ver quem os critica a receber o salário mínimo, e conseguir sustentar os filhos e a pagar despesas de casa... Gostava mesmo. O Sócrates estava tramado, só de flores para casa dele gasta 57 euros por dia, como um jornal ontem chamou à atenção.

pedro lima disse...

Numa sociedade onde uma pessoa com mais de 35 anos já é velha para trabalhar e quem está no desemprego é mal visto, só podemos estar no caminho do abismo.

Gingerbread Girl disse...

É a rebaldaria... a rebaldaria!! :x